Férias de Verão: o descanso pode ser um desafio para a prática de Reiki | Foto: PexelsAs férias são sinónimo de descanso e relaxamento, o enquadramento perfeito para a prática de Reiki. Contudo, as mudanças de rotina e alguma preguiça podem, naturalmente, dissuadi-lo. Veja algumas dicas simples para manter a sua prática de Reiki no período de férias.

O Reiki é simples e fácil de praticar, mas sejamos realistas: as férias implicam uma mudança de rotina que pode tornar difícil até a mais simples das tarefas. Se a isso juntarmos a pressão inconsciente de aproveitar cada segundo ao máximo, o Reiki e outras rotinas saudáveis podem facilmente cair para segundo plano.

Contudo, com alguns ajustes, é possível enquadrar e manter a sua prática de Reiki, para seu próprio benefício. Afinal de contas, em alguns casos as férias podem ter mesmo ter algum stress associado, e o Reiki vai ajudá-lo a manter o equilíbrio, a paz e a harmonia, permitindo-lhe estar mais disponível para aqueles que ama e a usufruir em pleno do seu tempo de descanso.

Eis cinco formas simples de manter a sua prática, sem colocar em causa o seu descanso:

1. Lembre-se do que o levou a praticar

Ainda se recorda do que o levou a praticar Reiki? Se procurou este método de desenvolvimento pessoal para ter mais paz, para se conhecer melhor e cuidar de si, então ele vai ajudá-lo a manter-se fiel a si mesmo em todas as circunstâncias, tanto nos momentos de sofrimento, como nos de prazer.

Recordar o que o levou a praticar pode ajudá-lo a manter-se motivado, relembrando que a sua prática é um prazer que reservou para si, e não uma obrigação. 

2. Aproveite os momentos de transição

As férias implicam, geralmente, deslocações ou momentos de pausa, por isso use esses momentos a seu favor. Se está em viagem, a repousar ao sol entre mergulhos ou a preparar uma sesta, aproveite, por exemplo, para fazer discretamente algumas posições de auto tratamento.

Perante as rotinas alteradas e os imprevistos, será mais fácil aproveitar as pequenas oportunidades à medida que elas vão surgindo, com simplicidade, em vez de planear antecipadamente o momento perfeito para praticar – que poderá nunca surgir.

3. Não complique

O Reiki é simples, e não exige um cenário nem um contexto perfeito para se fazer sentir. Usufrua dos momentos que tiver disponíveis, sem grandes exigências, ao sabor do segundo princípio de Reiki: “só por hoje, não se preocupe!”.

Aproveite as férias para se ligar ao Reiki de uma forma mais informal, sentindo como a energia flui naturalmente pelo corpo, onde e quando quiser. O Reiki está sempre disponível para si, sem necessidade de grandes rituais, de um lugar isolado ou de silêncio absoluto.

Simplifique a sua prática e faça o que puder, de forma compassiva e sem culpas nem perfeccionismo. Afinal de contas, pouco Reiki é melhor do que nenhum Reiki.

4. Explore as técnicas

Porque não aproveitar para desenferrujar as técnicas que aprendeu, mas que raramente coloca em prática? Assim trará mais diversidade e opções à sua prática, o que consiste num fator extra de motivação.

Se está num local idílico, coloque o temporizador do telefone pronto para tocar ao fim de cinco minutos e pratique um pouco de meditação Gassho antes de descer para a água. Se acordou sem energia depois de uma grande jantarada, experimente começar o dia com o Joshin Kokyu Ho, a técnica de respiração da parte superior do corpo, em apenas sete respirações profundas, ou uma técnica de desintoxicação como o Hesso Chiryo Ho. Pode também aplicar Reiki ou os símbolos no seu quarto ou casa, e até mesmo na água ou na comida, para harmonizar, e/ou meditar sobre cada símbolo, sentindo a sua vibração.

Como dissemos antes, o Reiki é simples, mas também completo e prazeroso, por isso leve consigo o seu manual e explore as ferramentas que tem, à medida que for precisando.

5. Seja criativo e partilhe

Uma das dificuldades mais frequentes de conciliar a prática com as férias é o facto de nem sempre conseguirmos parar sozinhos por um momento. No entanto, não precisa de estar sozinho ou totalmente parado para praticar, e pode mesmo desafiar-se a ser criativo.

Experimente meditar enquanto realiza uma tarefa ou caminha; pratique o enraizamento enquanto está na praia com os amigos; peça uns dez minutos para si, em troca de assumir as rédeas de seguida para que a outra pessoa também tenha dez minutos para si. Em suma, não precisa de se isolar para praticar, basta ser criativo e partilhar os aspetos positivos do Reiki com os outros.

Pode envolver aqueles que mais ama, ensinando-lhes a filosofia de vida do Reiki e meditando em conjunto sobre os cinco princípios por breves momentos. Eles estarão certamente atentos à sua transformação positiva, e poderão cooperar e aprender consigo.

Como se costuma organizar nas férias, para conciliar o descanso com o seu crescimento interior? Conte-nos nos comentários.

Written by Reiki Studio

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *