cherry-blossom

O método Reiki, conforme preconizado por Mikao Usui, é acima de tudo visto como um caminho evolutivo. A vertente terapêutica, mais valorizada no Ocidente, constitui uma parte da prática, mas não o seu todo.

As informações que têm vindo a ser recolhidas no Japão por Mestres de Reiki ocidentais trouxeram uma nova luz sobre a forma como o método era ensinado e percebido, colocando um maior enfoque na manutenção da saúde através de uma postura preventiva e na visão do Reiki como um caminho de elevação da consciência.

Esta visão do Reiki como filosofia de vida é descrita na obra “Reiki – Sistema Tradicional Japonês”, que o Mestre de Reiki Johnny De’Carli escreveu na sequência dos seus estudos no Japão.

Segundo explicou recentemente numa palestra no 1º Congresso Nacional Vida e Terapias Holísticas, em 2014, “no Japão o Reiki é conhecido como um caminho. Eles denominam a técnica como Reiki-Do, o caminho da energia do universo”.

Trabalhar com o Reiki é trabalhar com a energia universal, e “dentro desse caminho nós temos uma modificação de consciência, uma elevação de consciência, uma evolução espiritual”, afirma De’Carli.

O Reiki enquanto percurso para a realização é sublinhado pela aplicação prática dos cinco princípios de Reiki introduzidos por Mikao Usui, que remetem para a importância de uma conduta equilibrada para construir uma mente sã e, consequentemente, preservar a saúde física.

No entanto, De’Carli explica que, além da actuação preventiva e do compromisso com o desenvolvimento pessoal, ”ninguém evolui, ninguém cresce sem saúde”.

É sobre este aspecto que a componente terapêutica incide: “para os japoneses, o nosso corpo físico é o nosso templo, é o templo da energia; a energia que nos mantém vivos é a nossa força, e o espírito, para eles, governa a  energia, então é importante que nós tenhamos saúde e dentro desse método, parte da técnica é voltada ao aspecto terapêutico “, esclarece.

Veja o excerto completo:

Written by Reiki Studio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.