Caracteres japonses numa parede de madeira: o Reiki é originário do Japão | Foto: Jeff Laitila/Creative Commons

O Reiki é uma prática terapêutica cada vez mais conhecida, mas ainda persistem alguns mitos errados relativamente ao método desenvolvido por Mikao Usui.

Embora seja muito divulgado, o Reiki ainda não é muito bem conhecido, ou seja, muitas pessoas têm uma ideia do que é, mas pouco se sabe sobre o que é realmente.

É, por isso, importante identificar e desmistificar algumas conceções erradas que ainda persistem sobre este método terapêutico e de desenvolvimento pessoal.

Eis sete exemplos:

1. O Reiki vem do Tibete/Egito/Atlântida

O Reiki é uma terapia complementar e um sistema de desenvolvimento pessoal criado por Mikao Usui no Japão, no início do século XX.

As práticas originais do Reiki provêm todas do Japão. Alguns sistemas introduziram métodos e ferramentas (símbolos, p.e.) ligados à tradição tibetana ou ao movimento New Age, por exemplo, mas estas foram acrescentadas mais tarde, não fazendo parte da prática original.

2. Basta uma iniciação para se ser Mestre ou Terapeuta de Reiki

A iniciação é o primeiro passo para despertar o Reiki, mas aceder à energia não capacita imediatamente uma pessoa para o trabalho como terapeuta ou professor de Reiki.

O primeiro passo é o auto cuidado, a prática diária e contínua e o acúmulo de experiência, com o apoio e orientação de um bom professor. São a experiência e a prática, e o conhecimento com elas adquirido, que fazem um bom terapeuta e um bom professor.

3. O Reiki não flui com os braços e pés cruzados

Uma vez despertado numa pessoa, o Reiki flui sempre. Braços e pernas cruzados ou mãos sobrepostas uma sobre a outra não são obstáculos para a atuação da energia.

Embora existam posições de mãos predefinidas para os tratamentos e auto tratamentos, elas são um guia e não uma regra.

4. O terapeuta é o responsável pelos benefícios do Reiki

O terapeuta de Reiki não é o responsável pelos benefícios de um tratamento de Reiki, é simplesmente um veículo da energia terapêutica, que pode usar em seu benefício ou em benefício dos outros, e ela é quem atua para harmonizar e equilibrar.

Um profissional sério reconhece e explica o seu papel de facilitador da energia, cabendo-lhe a responsabilidade de procurar ser o melhor canal possível, através da prática diária e do seguimento dos cinco princípios de Reiki, assim como das normas éticas da profissão.

5. O Reiki Cura

O Reiki é uma terapia complementar que harmoniza e equilibra, proporcionando paz interior e uma maior qualidade de vida. Por vezes, esse processo pode resultar na melhoria de problemas de saúde e noutros casos atuar apenas a nível emocional, facilitando a aceitação da doença.

Ao encarar o ser humano como um todo, o Reiki atua onde e como é necessário em cada pessoa, numa perspetiva de cura que vai muito além do conceito redutor de eliminação da doença.

Não é possível nem ético garantir a cura de doenças com Reiki ou assegurar resultados específicos num determinado período de tempo. O Reiki é uma terapia complementar que atua em conjunto com a Medicina e outras terapêuticas para proporcionar harmonia, bem-estar e qualidade de vida.

6. O Reiki deve ser gratuito

A energia Reiki é universal, gratuita, inesgotável e está disponível para todos. Por esta razão, algumas pessoas consideram errado cobrar por uma terapia ou curso de Reiki, defendendo que a energia deveria ser sempre doada.

A questão que importa reter é que numa consulta ou curso de Reiki não está a pagar pela energia que recebe, mas sim pelo tempo do profissional e pelos recursos colocados à sua disposição: o saber adquirido, os materiais, o espaço, a disponibilidade para o atender quando lhe é mais conveniente e o tempo para o atender sem pressas, etc.

Por outro lado, para que haja equilíbrio, o profissional deve possuir as qualificações, experiência e competências necessárias, implementar as melhores práticas no seu trabalho e definir uma compensação justa e razoável. Reiki é equilíbrio, e a sua prática, pessoal ou profissional, também o deve ser.

 

Written by Reiki Studio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.