Uma rapariga com roupas de inverno: além dos fatores externos, as nossas emoções também influenciam a saúde | Foto: Nastya Birdy/Creative Commons

Os cinco princípios, ou Gokai, são a base filosófica do Reiki, mas a sua prática diária vai além da função de orientação moral: os preceitos do Reiki podem ter um papel preventivo ao nível da saúde.

A saúde do corpo é fortemente influenciada por fatores ambientais e emocionais, assim como a saúde emocional é afetada pela saúde física. Existe uma interdependência entre estes fatores, que faz da manutenção do bem-estar uma tarefa por vezes complexa.

Além de cuidar clinicamente dos problemas de saúde, e do seu impacto na esfera correspondente, importa também adotar uma atitude preventiva, que evite o aparecimento de novas doenças.

É nesse sentido que os cinco princípios do Reiki ganham uma nova dimensão: conforme descrito por Mikao Usui, os Gokai são “O método desconhecido que convida à felicidade; A terapia espiritual para todos os distúrbios da mente e do corpo”.

A prática dos cinco princípios, ou seja, a implementação de comportamentos que favorecem o equilíbrio emocional, a atenção plena e uma maior consciência pessoal e corporal, auxilia na prevenção de doenças, no processo terapêutico e na identificação atempada de sinais de risco.

Quando praticados em conjunto, os princípios formam mais do que a soma das suas partes, conduzindo a um equilíbrio integral.

Veja aqui cinco de sete emoções e a sua influência sobre o corpo, segundo a Medicina Tradicional Chinesa*, e exemplos do respetivo papel preventivo dos Gokai:

*Fonte: “Chinese Medicine for Everyday Living”, de Penelope Ody.

1. A Raiva (Nu)

A raiva está associada ao fígado. Esta emoção poderosa, que consome e desgasta, afeta o fluxo de qi no fígado, resultando em dores de cabeça, vertigens, olhos e rosto avermelhados, e um gosto amargo na boca.

“Só por hoje, não me zango”

A calma é o antídoto e a antítese da raiva. Cultivar esta condição é atuar sobre a raiva, as suas causas e as suas consequências e alcançar um maior equilíbrio interior.

2. O Medo (Kong)

O medo está relacionado com os rins e contraria o movimento normal de subida do qi, levando-o a descer. Esta condição pode originar dores nas costas, maior frequência urinária, incontinência, letargia, fraqueza nas pernas e pés e desejo de isolamento.

“Só por hoje, não me preocupo”

Concentrar-se em não se preocupar com o futuro é uma forma de desenvolver uma crescente confiança no presente e em si mesmo, ajudando-o a superar os seus receios e a não os exacerbar.

3. A Tristeza (Bei)

A tristeza influencia os pulmões, com a melancolia excessiva a interromper o fluxo normal de qi, causando estagnação com sensações de opressão no peito e depressão. Se o qi dos pulmões fica estagnado por muito tempo, pode prejudicar o baço, perturbando a função digestiva e originando perda de apetite, insónia e perda de peso.

“Só por hoje, expresso a minha gratidão”

Exercitar a gratidão pelas coisas boas permite desenvolver pensamentos positivos e uma perspetiva mais otimista da vida, contextualizando a tristeza quando ela ocorre, prevenindo-a e trazendo equilíbrio interior.

4. O Pensamento Obsessivo (Si)

O pensamento obsessivo está associado ao baço e pode levar à estagnação do qi neste órgão, prejudicando a distribuição de água e nutrientes pelo corpo. Esta emoção pode também levar à estagnação do qi do coração e a sintomas como palpitações, ansiedade, fraqueza nos membros, esquecimento e perturbações do sono.

“Só por hoje, sou honesto e aplicado no meu trabalho”

Ser diligente e ativo significa estar focado no momento presente e encarar o futuro com otimismo. Cultivar esta qualidade ajuda a libertar a mente da abstração e a prevenir os pensamentos obsessivos, através da ação consciente.

5. A Alegria (Xi)

A alegria está ligada ao coração e é vista como uma emoção benéfica, que encoraja a circulação de qi e do sangue. Contudo, o entusiasmo excessivo ou a euforia são vistos como uma desordem que pode dispersar o qi do coração, provocando falta de concentração. O riso histérico ligado a algumas doenças psiquiátricas também está associado um desequilíbrio do qi do coração.

“Só por hoje, sou gentil com os outros”

Desenvolver uma atitude consciente de compreensão e bondade relativamente aos outros ajuda a refrear a euforia e conservar um estado de equilíbrio, mantendo a mente nos acontecimentos do presente.

 

A implementação dos Gokkai no seu dia-a-dia, quer seja ou não praticante, permite desenvolver a consciência pessoal e atuar conscientemente sobre as causas dos seus desequilíbrios, convidando a uma vivência plena do dia-a-dia e à implementação de mudanças construtivas, rumo à paz interior e à manutenção da saúde.

 

Written by Reiki Studio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.